O Ayala Botto é biólogo, escuteiro, trabalha no Zoo de Lisboa, adora viajar e abraçou a missão de proteger a Natureza. Fá-lo através do seu trabalho, em colaboração com uma série de iniciativas, mas também estando disponível para conversas e partilhas.

Na sua página de Instagram partilha informação científica, mas também curiosidades da natureza. O objetivo? Envolver todos na defesa do nosso planeta.

Na nossa opinião, fá-lo muito bem, com muita calma e positividade, mesmo nos assuntos mais polémicos.

É a 2ª participação masculina na nossa rubrica, mostrando que a sustentabilidade na moda não é um assunto de mulheres, mas que nos diz respeito a todos.

Obrigada Ayala, por teres aceite!

Será que preciso mesmo disto?

É uma pergunta que nos devemos fazer diariamente.

Começar a Repensar e a Reduzir o nosso consumo é a solução para um mundo mais sustentável a todos os níveis.

A indústria da moda, como poderão já saber, é uma das indústrias com mais impactes a nível ambiental, social e económico, pelo que é uma das áreas que devem ser trabalhadas para atingirmos os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável.

Com isto não estou a dizer que temos todos que parar de comprar roupa.

Pessoalmente, muito antes de sequer pensar nas questões relacionadas com a sustentabilidade, nunca comprei muita roupa. Como não gosto de a ter que escolher e provar, nem de visitar centros comerciais, a partir de certa idade, quando parei de crescer, passei a comprar o mínimo de roupa possível.

Até então, normalmente a roupa que tinha era-me oferecida no Natal e no meu aniversário, ou quando algum membro da minha família já não a queria e, antes de a doar, me perguntava se estava interessado em ficar com ela.

Ayala Botto - reCloset roupa em segunda mão

Penso que a passagem de roupa entre membros da família é muito comum quando somos mais jovens mas, quando crescemos, deixamos de a fazer.

Talvez por vergonha, talvez seja falta de hábito, talvez um bocadinho dos dois aliado à nossa nova identidade na forma como nos vestimos.

Aproveitar roupa em segunda-mão é uma das maneiras de Reduzir o nosso consumo. Outra maneira de Reutilizarmos a roupa passa por a Remendar caso ela se encontre rasgada.

Caso não saibamos costurar, vamos sempre a tempo de aprender! Se forem como eu, que não consigo investir tempo nessa aprendizagem, o que não falta por aí são costureiras (ou avós) que nos conseguem ajudar.

Quando precisarmos mesmo de comprar roupa nova, sugiro que recorramos a lojas de segunda mão. Lá poderemos encontrar roupa em bom estado, geralmente mais barata e onde, por estar a ser reutilizada, não foi preciso retirar mais recursos ao planeta para as produzir.

Para os rapazes, admito que é desafiante encontrar lá algo do nosso agrado. Infelizmente creio que este mercado ainda não está muito direccionado para o sector masculino, mas isso irá mudar dentro em breve devido à pressão que existe por parte do consumidor!

Por fim, se quisermos comprar mesmo roupa nova porque nenhuma das outras opções foram de encontro às nossas necessidades, devemos optar pelas lojas de roupa slow-fashion.

Isto é, roupas geralmente mais caras, mas que duram muito mais tempo e que têm em consideração toda a cadeia de valor (pagamento justo das pessoas que trabalham na indústria). Eu não sou bom exemplo neste campo, porque ainda recorro ao fast fashion. Porém, sinto-me menos mal, porque quase nunca compro roupa e porque tenho peças com mais de 10 anos. Espero que esta partilha nos faça questionar alguns dos nossos hábitos de consumo.

Lembrem-se que há uma pergunta que nos devemos fazer diariamente: Será que preciso mesmo disto?

Ayala Botto, biólogo

Uma italiana zero waste em Portugal

A Anna Masiello dispensa apresentações. É a famosa ativista ambiental hero to zero, que partilha o seu dia-a-dia na sua página de Instagram. Desde dumpster diving, para reduzir o desperdício alimentar, até salvar chapéus de chuva estragados, a Anna luta em todas as...

Pensar antes de comprar – Dica#34

Há alguns materiais que requerem mais manutenção e cuidados. Incluíndo alguns que precisam de cuidados específicos, que não se pode ter em casa, como a limpeza a seco. Para minimizar esse tipo de cuidados, que têm também maior impacto no ambiente, pensa e avalia o...

Tirar nódoas de café – Dica#33

Temos andado a partilhar como tirar nódoas difíceis, como tirar sangue, terra ou tomate. Há amantes de café por aí? Saborear um café é ótimo. O que já não é ótimo é quando cai na roupa! Por isso hoje partilhamos como tirar nódoas de café Molha a zona da nódoa com água...

O que fazer a peças de lingerie que deixaram de servir

As peças de lingerie, como cuecas e soutiens, dificilmente encontram novo dono, quando deixam de servir. E, pela sua dimensão e formato, são mais difíceis de reutilizar ou dar novas finalidades. Por isso, mesmo que as uses até estarem bem velhinhas, vai haver um dia...

Eu adoro trapos

Cruzámo-nos com a Cláudia no Instagram, como com quase todos os testemunhos que por aqui partilhamos. Ela criou a página Laud Sustainable, onde partilha informação, marcas e pessoas dedicadas a uma moda mais consciente. Defende uma valorização das peças, para que não...

Tirar nódoas de tomate – Dica#32

Temos andado a partilhar como tirar nódoas difíceis, como tirar sangue e tinta ou tirar terra. Estamos a entrar na época do tomate, por isso esperamos que esta dica possa ser útil! Como fazer? Com uma faca de manteiga, retira cuidadosamente o excesso de molho de...

Shop dropping ou uma forma gentil de protesto

Há quem pegue em cartazes e vá para a rua protestar.Há quem crie hashtags e todo um movimento de protesto.E também há quem o faça de forma mais discreta. Sarah Corbett é uma ativista nata, tendo um historial de preocupação com questões sociais desde pequena. Mas não...

Lavar terra – Dica#31

Na semana passada, partilhámos como tirar sangue e tinta. Hoje continuamos com as nódoas difíceis, ensinando como tirar nódoas de terra. A terra é natural, claro, mas isso não significa que não deixe nódoas na roupa. Principalmente se misturada com outras substâncias,...

Será que preciso mesmo disto?

O Ayala Botto é biólogo, escuteiro, trabalha no Zoo de Lisboa, adora viajar e abraçou a missão de proteger a Natureza. Fá-lo através do seu trabalho, em colaboração com uma série de iniciativas, mas também estando disponível para conversas e partilhas. Na sua página...

Lavar sangue ou tinta – Dica#30

Uma nódoa estraga completamente uma peça. E aquelas difíceis podem colocá-la totalmente de parte, sem nunca mais ser usada. Por isso vamos trazer alguns métodos para tirar nódoas específicas - o de hoje é para sangue ou tinta. Coloca uma toalha debaixo da área com a...
%d bloggers like this: