Cruzámo-nos com a Cláudia no Instagram, como com quase todos os testemunhos que por aqui partilhamos. Ela criou a página Laud Sustainable, onde partilha informação, marcas e pessoas dedicadas a uma moda mais consciente.

Defende uma valorização das peças, para que não se tornem descartáveis, e uma utilização mais consciente dos recursos ao dispôr da moda.

Obrigada por teres aceite Cláudia.

Se há algo que me lembre de gostar desde que me lembro de ser gente é de trapos. Isso, trapos! Apanhei esta frase de um professor de moda e desde então que não a largo “Eu adoro trapos”.

Em miúda, bem miúda, quando não era eu a escolher o que vestia, já me colocava em posição toda vaidosa para a objectiva da câmara. E mesmo quando não havia uma câmara por perto, qualquer espelho era suficiente para me pôr a fazer pose e admirar o reflexo.

Bem mais tarde, já no final do secundário, participei num Concurso de Estilismo e se me perguntarem não faço ideia em que lugar fiquei ou se ganhei algum prémio. Mas participei! Em conjunto com uma amiga desenvolvemos uma coleção: do nome, à narrativa, à escolha de tecidos, ao design, até às características que os modelos deveriam ter para bem representarem aquelas peças.

Já na Faculdade e ainda que não tivesse nenhuma cadeira de desenho garanto-vos que não havia um caderno meu que não tivesse um esboço. Ou de um sapato de salto alto, ou de uma bolsa, ou de uma saia rodada, enfim, qualquer discurso mais monocórdico do professor era motivo para dar asos à imaginação e uso à lapiseira.

Eu uso moda second hand - Claudia Sofia | reCloset

Agora, refletindo sobre esses dias, dá-me um quentinho na barriga ao perceber o porquê.

É que eu tinha uma relação muito próxima, muito bonita, muito verdadeira, com os trapos!

Isso mesmo. Eu reconhecia-lhes valor. Eu estimava o que vestia. Eu tinha vaidade, vaidade mesmo, em mostrar aquilo que vestia. E até alguma audácia em concluir “um dia vou ser capaz de criar algo assim tão magnífico”.
É para o restabelecer dessa relação que espero contribuir com este meu testemunho. Para a relação com aquilo que temos no nosso armário e para todos aqueles itens que, por algum motivo, ainda viremos a ter.
Não se deixem apanhar na roda viva de que “o que é bom é novo”. Isso leva-nos a estar constantemente em contra-corrente e a sentirmo-nos insatisfeitos.

O que é bom é termos uma relação com aquilo que vestimos, uma relação muito próxima, muito bonita, muito verdadeira!

Cláudia Sofia, Laud Sustainable

Uma italiana zero waste em Portugal

A Anna Masiello dispensa apresentações. É a famosa ativista ambiental hero to zero, que partilha o seu dia-a-dia na sua página de Instagram. Desde dumpster diving, para reduzir o desperdício alimentar, até salvar chapéus de chuva estragados, a Anna luta em todas as...

Pensar antes de comprar – Dica#34

Há alguns materiais que requerem mais manutenção e cuidados. Incluíndo alguns que precisam de cuidados específicos, que não se pode ter em casa, como a limpeza a seco. Para minimizar esse tipo de cuidados, que têm também maior impacto no ambiente, pensa e avalia o...

Tirar nódoas de café – Dica#33

Temos andado a partilhar como tirar nódoas difíceis, como tirar sangue, terra ou tomate. Há amantes de café por aí? Saborear um café é ótimo. O que já não é ótimo é quando cai na roupa! Por isso hoje partilhamos como tirar nódoas de café Molha a zona da nódoa com água...

O que fazer a peças de lingerie que deixaram de servir

As peças de lingerie, como cuecas e soutiens, dificilmente encontram novo dono, quando deixam de servir. E, pela sua dimensão e formato, são mais difíceis de reutilizar ou dar novas finalidades. Por isso, mesmo que as uses até estarem bem velhinhas, vai haver um dia...

Eu adoro trapos

Cruzámo-nos com a Cláudia no Instagram, como com quase todos os testemunhos que por aqui partilhamos. Ela criou a página Laud Sustainable, onde partilha informação, marcas e pessoas dedicadas a uma moda mais consciente. Defende uma valorização das peças, para que não...

Tirar nódoas de tomate – Dica#32

Temos andado a partilhar como tirar nódoas difíceis, como tirar sangue e tinta ou tirar terra. Estamos a entrar na época do tomate, por isso esperamos que esta dica possa ser útil! Como fazer? Com uma faca de manteiga, retira cuidadosamente o excesso de molho de...

Shop dropping ou uma forma gentil de protesto

Há quem pegue em cartazes e vá para a rua protestar.Há quem crie hashtags e todo um movimento de protesto.E também há quem o faça de forma mais discreta. Sarah Corbett é uma ativista nata, tendo um historial de preocupação com questões sociais desde pequena. Mas não...

Lavar terra – Dica#31

Na semana passada, partilhámos como tirar sangue e tinta. Hoje continuamos com as nódoas difíceis, ensinando como tirar nódoas de terra. A terra é natural, claro, mas isso não significa que não deixe nódoas na roupa. Principalmente se misturada com outras substâncias,...

Será que preciso mesmo disto?

O Ayala Botto é biólogo, escuteiro, trabalha no Zoo de Lisboa, adora viajar e abraçou a missão de proteger a Natureza. Fá-lo através do seu trabalho, em colaboração com uma série de iniciativas, mas também estando disponível para conversas e partilhas. Na sua página...

Lavar sangue ou tinta – Dica#30

Uma nódoa estraga completamente uma peça. E aquelas difíceis podem colocá-la totalmente de parte, sem nunca mais ser usada. Por isso vamos trazer alguns métodos para tirar nódoas específicas - o de hoje é para sangue ou tinta. Coloca uma toalha debaixo da área com a...
%d bloggers like this: