No design de moda, são usados recursos com o objetivo de fazer roupas lindas, que cumpram a sua função. De conforto, de proteção, de adorno e até de integração social. Até agora, e com raras exceções, não é considerado no processo de design o que fazer com as roupas, quando já não cumprem com a sua função. E aqui falamos das roupas já não estarem em condições de serem usadas (e não terem deixado de ser tendência).

Design circular é pensar e desenhar a peça tendo em conta a sua reutilização em futuras peças, por exemplo, através da reciclagem. No fundo, uma peça de roupa torna-se um recurso para novas peças.

Pode ser esse um dos caminhos para diminuir o impacte da moda no ambiente?

Há muitos especialistas que dizem que sim, procurando encontrar matérias primas alternativas, de menor impacte ou mais fácil reciclagem. Ou processos de design que pensem no descarte.

Não é um caminho fácil, de todo. Mas se houver mais cabeças a pensar nele, de repente as coisas acontecem.

Então o que é preciso?

Que haja interesse em que isto aconteça 💚 Até agora, o descarte da roupa não afeta os preços da roupa, o que significa que o custo para o ambiente não é considerado. Quando isso acontecer, teremos as marcas a incluir a circularidade em todos os seus processos e a mudança vai mesmo acontecer.

E não é que já está a acontecer? 💡

A União Europeia lançou em março a estratégia para têxteis sustentáveis e circulares, com os seguintes objetivos:

  • todos os produtos têxteis vendidos no mercado europeu são duráveis, reparáveis e recicláveis, feitos em grande medida de fibras recicláveis, livres de substâncias perigosas, produzidas em respeito pelos direitos sociais e pelo ambiente
  • “a fast fashion ficar fora de moda” e os consumidores beneficiarem de têxteis de elevada qualidade a bom preço
  • o setor têxtil é competitivo, resiliente e inovador, com os fabricantes a assumir responsabilidade pelos seus produtos ao longo da cadeia de valor, com capacidade suficiente para reciclagem e mínima incineração e envios para aterro

Poupar água passa por muitas ações. Uma delas é usar roupa por mais tempo e adotar a 2ª mão 💚

Outros artigos que podes gostar

O fim da fast fashion?

A União Europeia tem vindo a apertar o cerco à indústria têxtil, com regulação mais apertada para as peças que se destinam ao mercado europeu. O objetivo? Reduzir o impacto ambiental da indústria, aumentando a durabilidade das peças. Os requisitos são variados, desde...

Elementos naturais no calçado

Em tons de areia, as sandálias de croché, corda, ou ráfia esbanjam naturalidade e são ótimas para compor looks descontraídos. Apesar disso, o seu uso não se limita aos piqueniques ou às férias na praia, com a roupa certa estas podem ser usadas para trabalhar (se o...

Como funcionam as certificações de moda sustentável?

As certificações podem ajudar-nos a fazer melhores escolhas, pois comprovam que as marcas cumprem com as promessas que fazem. Na moda também existem certificações, algumas específicas e outras genéricas. Embora as entidades que certificam sejam por norma...

Camisa clássica, mas nem tanto!

Apelidada de clássica e sendo considerada uma peça indispensável do dress code business formal, a camisa também sai à rua para descontrair. A sua versatilidade oferece uma grande liberdade para criar composições interessantes, logo o facto de ser formal, ou não,...

Desafio: a mesma peça, vários looks!

Nunca me cansarei de afirmar que sermos adeptas de um Eco Style não significa apenas usarmos roupa com produção ética e feita de materiais sustentáveis. Significa também darmos muito uso a todas as peças que possuímos. Afinal, um consumismo exagerado de roupa...

Coordenar rosa com habilidade

Se por um lado, o color block* está in. Por outro lado, esta temporada o rosa, em todas as suas tonalidades, assume-se como um dos protagonistas. Assim, saber coordená-lo com outras cores é uma habilidade que pode permitir tirar os looks do comum e revelar empenho na...

Hoodie com saia by Breathing Style

Confortável e prático o hoodie, sweatshirt com capuz, é considerado uma peça essencial tanto do sportswear como do loungewear. Mas o seu potencial não se fica por aí! Surpreendentemente versátil, é possível inseri-lo em looks dignos de destaque no street style. Se...

Se foi comprado é para ser usado by Breathing Style

Lila, porque razão faz posts com roupa em segunda mão? Não são peças sem estilo e difíceis de usar? Eis duas questões que ouvi esta semana enquanto efetuava uma consultoria de imagem. Pois bem, o objetivo desta rubrica é consciencializar as leitoras para o potencial...

A (frágil) sustentabilidade financeira da segunda mão

Quando se fala em sustentabilidade, estamos muitas vezes a referir-nos à questão ambiental. Mas, na verdade, o conceito de sustentabilidade assenta em 3 pilares: Ambiental Social Financeiro Isto acontece porque, essencialmente, não pode existir Sustentabilidade sem...

Blazers Lovers: em tons de branco by Breathing Style

O blazer branco é uma peça perfeita para deixar o visual mais moderno e sofisticado. Apesar de parecer que se destina apenas a ocasiões elegantes e formais, ele encaixa na perfeição em looks casuais, românticos ou descontraídos. No verão, fica fantástico com calções...
Casacos

Há para todos os estilos

Calças

Jeans, clássicas ou casuais

Vestidos

Atrevidos, formais ou descontraídos

Recebe novidades em primeira mão

Ideias, sugestões e inspiração para uma vida mais sustentável

Novidades de novas peças em loja

* indicates required


Para subscrever, é necessário aceitares o envio por email.


Podes remover a tua subscrição a qualquer momento

We use Mailchimp as our marketing platform. By clicking below to subscribe, you acknowledge that your information will be transferred to Mailchimp for processing. Learn more about Mailchimp’s privacy practices here.


%d bloggers like this: