A Marta é jornalista e escreve sobre sustentabilidade, entre outros temas. Descobrimo-la por causa da Peggada, o projeto que criou com outras pessoas inquietas com o mundo à sua volta. Esta espécie de portal da sustentabilidade quer dar a conhecer o melhor que se faz por cá nesta área e, suspeitamos, vai dar cartas.

Recentemente foi Mãe e, aos temas do costume, juntou a maternidade sustentável e, acima de tudo, descomplicada. Seguir as partilhas dela no Instagram é despertar para assuntos sérios, de forma leve.

Obrigada Marta por teres “roubado um tempo ao teu Zé” para nos escreveres esta estória!

Nunca gostei de me vestir igual aos outros. Em adolescente, tentei fugir às calças da Resina, aos chapéus da Fubu e encontrei refúgio nas lojas de roupa indiana que encontrava quando ia à cidade.
Menina do campo, quero é calças de elástico, chinelos que sejam fáceis de descalçar e tshirts que não me incomodem se tiver que me deitar na relva. Mas também gosto de um bom vestido, daqueles que vestes e fazes a festa.

Marta Cerqueira - Eu uso moda second hand | reCloset
Marta Cerqueira - Eu uso moda second hand | reCloset
Marta Cerqueira - Eu uso moda second hand | reCloset

Talvez por isso comecei a comprar em segunda mão. Normalmente, as peças são de tamanhos grandes e, muito importante, únicas.

A este gosto pela diferença juntou-se mais tarde uma preocupação com a minha pegada neste mundo e percebi que comprar novo não faz sentido com tanta roupa incrível a circular. Foi aí que comecei a comprar quase em exclusivo em feiras ou lojas de roupa em segunda mão, ou a participar em trocas de roupa que não envolvam dinheiro mas sim a partilha entre quem tem roupa fixe, só que já não é fixe naquele armário.

Não digo que bani por completo o fast fashion, até porque, infelizmente, as peças mais básicas são difíceis de encontrar em segunda mão, mas esse é o último recurso. E posso dizer que já fiz vários brilharetes em casamentos com vestidos de 5€ comprados na feira da Ladra.

Agora, o meu bebé Zé veste segunda mão em exclusivo também.

Não porque quer ser diferente, mas porque parece alimentado a adubo e ninguém quer gastar dinheiro em roupas para vestir durante uma semana. Abençoadas amigas com filhos mais velhos 🙂

Quando não ando a fuçar em pilhas de roupa com belos padrões, escrevo na Magg, inclusive sobre a luta contra o fast fashion, e na Peggada, um site onde, além de lojas em segunda mão, encontras todos os negócios para fazeres deste mundo um sítio melhor.

Marta Cerqueira, Peggada

O que é slow fashion?

O conceito de slow fashion está muitas vezes associado a peças de marcas sustentáveis. Mas na verdade o conceito é bem mais abrangente, e a ideia é abrandar todas as fases do sistema da moda. Desde o design e conceção da peça, até ao seu descarte. Deixamos algumas...

Chinelos de praia – #1 Dos pés à cabeça

Inauguramos a nossa rubrica Dos pés à cabeça com chinelos de praia. A nossa intenção com esta rubrica é dar algumas ideias de reutilização de peças que já não cumprem a sua função principal. E que não estão em condições de vender, trocar ou até dar. Tudo para reduzir...

De herdar, a querer tudo novo e voltar às origens

A Patricia é a mente criativa por detrás do projeto Reutilizar a mente, que procura dar muitas ideias de reutilização dos mais variados objetos. E fá-lo de uma forma muito genuína, com vídeos descomplicados e bem divertidos. Assume-se como amante de música e de...

Dos pés à cabeça – nova rubrica

Hoje lançamos uma nova rubrica de dicas, Dos pés à cabeça. Todas as semanas vamos dar ideias de reutilização de peças de roupa, calçado e acessórios, quando já não servem o seu propósito. Começando pelos pés e terminando na cabeça, há todo um mundo de reutilização que...

Guardar em local escuro e fresco – Dica#43

Parece que falamos de comida, mas na verdade trata-se de carteiras! O essencial é que não apanhem sol, para a pele não rachar, nem humidade, para não ganharem bolor. E podes ganhar a rotina de as hidratar 4 vezes ao ano, para que fiquem como novas! Experimenta estas...

Mala de férias: Calções! by Breathing Style

Mesmo estando de férias é possível caprichar e construir um visual descontraído, mas estiloso. Para isso sugiro que pensem em calções. Leves, frescos, práticos, fáceis de conjugar, adaptam-se a várias ocasiões e ocupam pouco espaço na mala. Querem melhor? Como os...

Espaço para respirar – Dica#42

Temos partilhado dicas sobre carteiras, um acessório que pode fazer muito pelo teu visual. Mas para isso precisam de estar bem cuidadas. O ideal é arrumar com espaço entre elas, resistindo à tentação de as empilhar umas em cima das outras. Além de ficarem amachucadas,...

Bem recheadas mantêm a forma – Dica#41

Mais uma dica dedicada a carteiras, para que não percam a sua forma. Há aquelas carteiras que usamos diariamente. E depois há as outras que usamos tão de vez em quando que, quando lhes pegamos, estão todas amachucadas e tortas. Quem nunca? Coloca papel no interior,...

Uma estória de evolução para a sustentabilidade

A Marta criou o blog Marta pelo mundo quando foi descobrir o sudeste asiático. Acabou por assumir esta identidade pessoal e profissionalmente, como consultora e coach. Mas o que nos fez ter vontade de falar com ela foram as partilhas que faz. Sempre discreta, partilha...

A carteira merece o seu saco próprio – Dica#40

A dica de hoje não é de roupa, mas sim de carteiras. Um acessório bem importante, que pode mudar completamente um visual. E precisam de ser bem cuidadas, para durarem muitos anos, a cumprir com a sua função e sempre com bom aspeto. Uma forma de o fazer é guardar num...
%d bloggers like this: