Apesar deste padrão ser intemporal não é consensual, há quem o ame, há quem o deteste. Eu pertenço ao grupo das que o adoram e por isso decidi fazer uma composição com este top super giro.

O segredo para usar leopardo sem cair no exagero prende-se, em primeiro lugar, com a combinação de tons.

A fórmula mais simples é conjugá-lo com tons neutros, semelhantes aos que existem na peça (neste caso bege e preto). Para quem gosta de ousar um pouco mais, aconselho um acessório em vermelho para um pop de cor. Fica maravilhoso! Na imagem eu optei por uma carteira, mas uns sapatos, uns brincos bem grandões, ou até mesmo um blazer seriam excelentes opções.

Eco Style: Styling padrão leopardo | reCloset roupa em segunda mão

Composição de imagens e texto por Lila Vasconcelos (Breathing Style – Consultoria de Imagem)

Outro factor a ter em conta quando se usa um animal print é a extensão do corpo que querem cobrir com o padrão.

Neste caso menos é quase sempre mais! Apesar de um vestido leopardo poder ficar fantástico (gosto muito), usar um padrão tão impactante da cabeça aos pés pode ficar excessivo. Lembro que todas nós temos um medidor natural de estilo que se chama intuição – não se esqueçam de usar a vossa!

Eco Style: quem tem personalidade a vestir e consciência ecológica, se gosta de uma peça vai sempre usá-la, independente de ela estar na moda ou não.

Nesta composição foi usado este top em animal print.

Como dobras as tuas t-shirts – Dica#39

Dizem os especialistas que dobrá-las da forma certa as mantém fofas. O mais habitual é dobrar as mangas para trás e depois a meio, para ficar uma espécie de quadrado. A seguir, é só empilhar umas sobre as outras, sem exagerar na quantidade. Outros dizem que enrolar é...

Da feira da Ladra à busca de projetos mais sustentáveis

Já acompanhamos a Cátia Curica há anos, ou não seja ela uma das maiores empreendedoras da cosmética bio em Portugal. Cofundadora da Organii, a primeira marca de cosmética bio portuguesa, ainda tem tempo para provas de triatlo, para dar aulas e para muito convívio em...

Uns borrifos de água que alisam a roupa – Dica#38

Estamos na época das férias e fazer as malas pode ser toda uma ciência. E se há coisa que não queremos em férias é perder tempo a passar a ferro certo? Para retirar as rugas da roupa, leva uma pequena garrafa de água com borrifador e segue os passos: borrifa as peças...

Tirar manchas de gordura com giz – Dica#37

Crescemos a ouvir que era pôr farinha ou pó de talco, para absorver a gordura. Juntamos mais um à lista, o giz! Se for o que tens mais à mão, vale tudo para tirar a mancha de gordura. Como fazer: aplicar assim que a gordura caia na peça esfregar o giz pela mancha toda...

Obsolescência programada e percebida na moda

Os conceitos de obsolescência programada e percebida estão geralmente associados a produtos de eletrónica, como eletrodomésticos ou tecnologia de consumo. Mas também se aplicam à moda. Como surgiram os conceitos de obsolescência programada e percebida? Nos anos 20 do...

Como comecei a comprar roupa em segunda mão

Cruzámo-nos com a Lígia no Instagram, nem sei ao certo se através do A Crush on, o blog de viagens que criou, ou se através do projeto Peggada. Seguimos ambos, ou não fôssemos nós fãs de viagens ou partilhássemos ideias sobre sustentabilidade. No blog fala de viagens,...

É possível uma peça que encolheu voltar à forma? – Dica#36

Uma peça que encolheu pode ser esticada novamente, podendo voltar (mais ou menos) à forma original. A forma como é possível fazer depende do tecido e da forma como a peça encolheu. As peças mais passíveis de encolher são as fibras naturais, e são também estas que...

E se a roupa encolhe? – Dica#35

Depois de encolher, é difícil de voltar à forma original (mas é possível, falamos nisso outro dia!) A maioria dos tecidos acaba por encolher (ou alargar) com o tempo. Mas se forem bem cuidados, esse tempo é bem longo. As fibras naturais têm mais tendência para...

Uma italiana zero waste em Portugal

A Anna Masiello dispensa apresentações. É a famosa ativista ambiental hero to zero, que partilha o seu dia-a-dia na sua página de Instagram. Desde dumpster diving, para reduzir o desperdício alimentar, até salvar chapéus de chuva estragados, a Anna luta em todas as...

Pensar antes de comprar – Dica#34

Há alguns materiais que requerem mais manutenção e cuidados. Incluíndo alguns que precisam de cuidados específicos, que não se pode ter em casa, como a limpeza a seco. Para minimizar esse tipo de cuidados, que têm também maior impacto no ambiente, pensa e avalia o...
%d bloggers like this: